HomePerigos em mascar favos de mel - O que é e como usar a própolis - Cristalização do mel - Quais os benefícios da geléia real

 

 

Perigos em Mascar Favos de Mel

Consumir o favo de mel "in natura" pode ser muito perigoso, o mel é composto de glicose excretada por uma glândula especial da abelha e o favo é um casulo de cera também produzido por outra glândula especializada das abelhas operárias, usado para alimentar as pupas botadas pela abelha-rainha. Por esse motivo, os favos são meios de cultura ideais para a proliferação de bactérias. Como os favos são fechados por selos de cera, bactérias anaeróbicas (isto é, que não precisam do oxigênio para se desenvolverem) podem crescer, especialmente o Clostridium botulinium, que produz uma neurotoxina extremamente mortal, chamada toxina botulínica (botox).



O Clostridium botulinum é uma bactéria anaeróbia, que em condições apropriadas à sua reprodução (10°C, sem oxigênio e certo nível de acidez), cresce e produz sete sorotipos diferentes de toxina – conhecidos como A, B, C1, D, E, F e G.

O botox pode estar presente em pequenas quantidades em favos velhos e pode não fazer muito mal para adultos, mas podem afetar e até matar bebês e crianças pequenas, de até um ano de idade. Cerca de 5 a 10% do mel comercializado contém esporos de C botulinum.

Por precaução, não compre mel de vendedores ambulantes, pois eles não foram sujeitos à inspeção sanitária e não têm prazo de validade.